Editorial

O IFG tem sua primeira revista de crítica de cinema. Acaba de entrar no ar a CINEF, resultado do projeto de pesquisa "A crítica de cinema como produção de conhecimento: criação de uma revista de estudo da linguagem audiovisual" orientado pelo professor Renné França e contemplado com bolsa PIBITI para o aluno do Bacharelado em Cinema e Audiovisual do campus Cidade de Goiás, Elder Patrick.
O objetivo principal do projeto era estudar os diferentes formatos da crítica cinematográfica e compreender estes textos como forma de estudo da linguagem audiovisual: a crítica como exercício para quem a escreve e ao mesmo tempo como forma de ensinamento para quem a lê. A partir deste estudo, orientador e bolsista chegaram a um modelo de textos e formato de publicação.
A opção por um site se deu por ser um formato mais dinâmico para atualização e pela facilidade de divulgação a um maior número de pessoas, para além da comunidade interna do IFG. Há dois principais modelos de textos na CINEF: a Resenha Crítica, formada por textos mais curtos e sem spoilers, pensados para quem ainda não viu o filme comentado, e a Crítica, com textos mais densos e aprofundados, voltados para completar a experiência de quem já assistiu ao filme.
Além de cinema, a revista trará também críticas de séries, cada vez mais populares e sofisticadas em termos de linguagem.
Além do orientador e do bolsista, escrevem na CINEF outros professores e alunos do Bacharelado em Cinema e Audiovisual do IFG. Mas a revista espera expandir seu quadro de autores tanto para alunos do Técnico em produção de Áudio e Vídeo quanto para qualquer estudante ou funcionário do IFG que se interesse pela narrativa audiovisual. As diretrizes para escrita de textos colaborativos serão divulgadas no próprio site.
O terror Um Lugar Silencioso, o clássico O Selvagem da Motocicleta, a ficção científica Aniquilação, a série Mindhunter e os filmes de ação Atômica e Baby Driver são alguns dos textos que já estão no ar.